quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Podcast Podcast 047: Entrevista com o Podcast - Pod Tudo no Cast




Para abrilhantar nosso site, convidamos um projeto muito cuidadoso e organizado, um podcast onde é abordado praticamente todos os assuntos. Que tem a intenção de informar e divertir os ouvintes, mas como ele se organizam? Quem faz o que, é como? Para que este projeto seja tão bem elaborado e tenha todo o cuidado que ouvimos no podcast e vemos no site, descubra agora em nossa:




Entrevista com o Podcast - Pod Tudo no Cast


Integrantes Oficiais do Pod Tudo no Cast.


Jef Barbosa (Jefther Barbosa)= Host, Editor e Diretor. Estudante de Jornalismo.


Alfa (Alef Dias) = Participante e Diretor de conteúdo.


Eduardo Cosso - O nome do podcast indica que vocês podem gravar sobre qualquer assunto que quiserem, primeiro quero saber como vocês decidiram esse nome e quais outras opções que vocês tinham pensado antes de decidir?


Pod Tudo Cast - O nome do programa foi decidido no dia da nossa primeira gravação, que antecede em muitos meses o lançamento oficial do mesmo. Tínhamos em mente a ideia de que poderíamos abordar qualquer assunto. Sendo assim, a primeira variação desse nome foi; “Pod Tudo NUM Cast”. Até mesmo na vinheta do primeiro episódio esse nome foi aplicado, mudando posteriormente para “Pod Tudo no Cast”, que possuí uma sonoridade melhor.


EC - Como a equipe do podcast foi formada? Sempre foram amigos ou se encontraram e com os mesmos interesses decidiram começar a gravar o podcast?


PTC -A equipe fixa oficial, somos eu e meu amigo Alef Dias (O Alfa). Nós somos amigos há muito tempo e sempre possuímos os mesmos interesses. Com o tempo, e contatos que foram surgindo, tivemos a oportunidade de aumentar os participantes. Mas como sempre queremos diversificar opiniões e falar de diversos assuntos, procuramos sempre trazer participantes diferentes.


EC -Gosto muito no site do Encontre seu Podcast, que a o visitante pode escolher o tema que vocês já gravaram como TV, Cinema. Quando vocês falarem de outro assunto nunca abordado antes, vai receber mais opções para pesquisa?


PTC -Essa ferramenta é realmente muito útil. Foi uma das coisas que priorizamos na montagem do novo design do site. Desejávamos algo clean, intuitivo e de fácil acesso. Esses tópicos de pesquisa foram estabelecidos com base em assuntos que pretendemos discutir, entretanto posteriormente, ao falarmos de outros assuntos, serão criados novos tópicos de pesquisa, com certeza.


Entrevista com o Podcast - Pod Tudo no Cast


EC -Sei que vocês não têm muitos episódios, mas o que estão achando do feedback dos ouvintes? Vocês estão satisfeitos com o que alcançaram com o Pod Tudo no Cast ou ainda terão muito chão pela frente para ficarem satisfeitos?


PTC - O Pod Tudo está para completar um ano, agora em novembro de 2015, e nesse tempo conseguimos alcançar mais ouvintes do que imaginávamos. Podcasts em geral tem dificuldades, pois a curva de crescimento é lenta, porém constante e isso nos motiva a continuar produzindo. O feedback ainda não está satisfatório, as pessoas estão acostumadas a fazer o download pelo feed e não ir no site comentar. Isso ainda precisa ser trabalhado, mas o pouco feedback que recebemos é sempre muito positivo, elogiando e incentivando-nos a continuar. Ainda há muito trabalho a se fazer e, como você disse, muito chão pela frente. Mas ficamos feliz com o constante crescimento.


EC -A periodicidade de vocês, como vocês mesmo já citaram é meio estranha, elas são quinzenais ou mensais? Vocês gostam de podcasts semanais, quinzenais ou outro tipo de periodicidade?


PTC - No início nossa periodicidade era bem complicada mesmo. Tínhamos muita dificuldade em nos reunir para gravar e a edição sempre era o gargalo. Atualmente estamos mais organizados e somos quinzenais, até gostaríamos de ser semanais, mas como todos trabalhamos, estudamos e temos demais afazeres, a melhor periodicidade escolhida foi essa. Eu particularmente prefiro podcasts semanais, mas acompanho alguns quinzenais e até mensais.


Entrevista com o Podcast - Pod Tudo no Cast


EC -Vi que existe um link no site, que nos leva a um canal do Youtube. Vocês já têm um projeto de começar a produzir vídeos ou está apenas lá, esperando uma ideia aparecer?


PTC - Atualmente não temos intenção de produzir material para o Youtube. Mas por recomendação de um amigo, resolvemos criar para garantir o nome e também para postar conteúdo de bastidores, ou outro vídeo que seja direcionado ao conteúdo do site. Quem sabe futuramente algo possa surgir, mas por enquanto é só para conteúdo extra.


EC -Quais as vantagens de se ter para o podcast o Instagram? Vocês têm muita interação fora dos comentários, como em Facebook e Twitter?


PTC - Eu não digo que exista uma vantagem, mas no marketing aprendemos que temos que estar onde o público está, e sabemos que as pessoas consomem diariamente Redes Sociais. Então procuramos sempre postar algumas imagens de bastidores ou lançamentos de novos episódios. Grande parte da nossa interação vem pelo Facebook e Twitter, é o modo mais direto de termos contato com nossos ouvintes.


EC -Quanto tempo vocês demoram para escolher tema, montar pauta, escolher convidados, gravar, editar e lançar cada episódio do podcast?


PTC - Essa questão depende de vários fatores, principalmente com relação ao tema. O episódio de “Perdido em Marte”, por exemplo, escolhemos a pauta logo que vimos o filme, gravamos, editamos e lançamos em 3 dias, então realmente depende. Mas em média levamos 2 semanas para passar por todo o processo.


EC -De onde veio a ideia para a vinheta da parte de recado do podcast? Quem é o responsável por pensar em algo assim?


PTC - Como muitas das ideias, boas ou ruins, surgem da minha mente mesmo. Estava pensando em algo como se alguém recebesse uma ligação e eu não podendo atender, essa pessoa se encarregaria de anotar os recados. Pensei que seria melhor se a pessoa estivesse de mal humor, provavelmente jogando um FPS, e que seria melhor ainda se eu estivesse ocupado no banheiro. Como sou o editor, tento pensar em técnicas e efeitos que podem ser interessantes para deixar o programa mais chamativo e engraçado, apesar de não ser um podcast de humor, mas acredito que as pessoas absorvem o conteúdo de maneira mais orgânica se o papo estiver minimamente leve e engraçado.


Entrevista com o Podcast - Pod Tudo no Cast


EC -O que vocês acham da quantidade de podcasts nerds ou de cultura pop que temos no Brasil? Como vocês fazem para ser diferentes de outros podcasts que tratam dos mesmos temas que vocês?


PTC - Esse assunto é algo interessante de se comentar. Muita gente diz “poxa, só existe podcast de cultura pop/chega de podcast assim”. Eu discordo. Acho que SIM, as pessoas devem procurar se diferenciar no formato, no desenvolvimento do assunto e buscar a sua identidade própria. Mas a partir do momento que VOCÊ vai fazer um podcast sobre um assunto que eu já fiz, vai ser diferente. Porque a sua vivência com o assunto não é a mesma que a minha. Temos opiniões diferentes, pontos de vista diferentes e não vamos conseguir falar exatamente sobre as mesmas coisas. Há grande quantidade de podcasts sobre esses assuntos porque são coisas que consumimos todos os dias, pois é muito difícil desenvolver uma pauta sobre um assunto que você não conhece ou domina. Eu acho interessantíssimo novos podcasts trazendo propostas diferentes, para falar sobre pediatria, ciência, literatura... Entre tantos outros assuntos que ainda não são explorados profundamente, mas há espaço para todo mundo. E eu fico feliz em ver mais pessoas se esforçando em produzir bom conteúdo, pois assim a mídia cresce em ouvintes e em profissionalismo. A forma que diferenciamos no Pod Tudo, começa no momento da decisão da pauta. Eu sento na frente do notebook e penso: “Qual a mensagem importante que tem nesse assunto, que podemos passar para os ouvintes? Qual vai ser o motivo de ligar o microfone e gastar tempo para gravar um programa? ” Partindo desse pensamento, eu início a elaboração da pauta. Por que falar é fácil, mas passar uma informação ou uma mensagem positiva para as pessoas, que é complicado. Eu procuro sempre trazer assuntos que possam servir para algo. Como por exemplo, no episódio de “Sense8”, falamos sobre a aceitação e a diversidade do ser humano. Para mim essa mensagem foi poderosíssima, e saber que as pessoas estão absorvendo aquilo é sensacional.


EC -Algumas considerações Finais?


PTC - Primeiramente quero agradecer ao espaço cedido para falar sobre o trabalho que desenvolvemos. É claro que tudo começou como um hobby, e ainda é, mas a proporção que isso vem tomando tem me deixado muito feliz. E gostaria de convidar a todos vocês a visitarem o nosso site e ouvirem um dos nossos programas. Garanto que irão se arrepender, mas antes do arrependimento ao menos uma risada vocês darão. Um grande abraço a todos!


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário