quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Anime-se 006: Avaliando o Anime Zankyo no Terror

Anime-se foi um post criado por Marcos " o gênio do mal" e Alimentado por Eduardo Cosso que tem a finalidade de Indicar bons animes e apresentar Animes ruins, de um forma simples e pratica, dando nota nos principais Quesitos de uma obra, toda nota é pessoal e como sempre a nossa opinião você pode Seguir o ignorar!

Tabela:


Avaliando o Anime Zankyo no Terror



Nome do Anime : Zankyo no Terror
Diretor: Shinichiro Watanabe
Música:  Yoko Kanno
Estúdio: MAPPA
Emissora no Japão:  FNS (Fuji TV (Noitamina))
Exibição original: 10 de Julho de 2014 a 25 de setembro de 2014.
Nº Episódios: 11


Anime Zankyo no Terror 002




























Quesito  e   Notas
Originalidade do tema    10
Abertura musica/video    9
Primeira Impressão    9
Apresentação dos personagens    9
Desenvolvimento dos personagens    10
Desenvolvimento da historia    10
episódios files    10
Novas ideias durante a serie    9
Arte do anime    9
Desfecho e Episodio Final    10
Média    9,5


Em Resumo:

Depois de um tempo, o aclamado diretor Shinichiro Watanabe, está de volta com mais um anime de excelente qualidade. Depois de Cowboy Beebop e Samurai Champloo, eles nos trás um anime com começo, meio e fim de 11 episódios, o anime poderia ter tido muitos mais episódios, pois estava com muita qualidade, temos na composição da trilha sonora, a Yoko Kanno, mostrando seu trabalho com a mesma qualidade de sempre.
Um anime de terrorismo, é algo muito interessante, principalmente com nomes de reconhecimento mundial, na produção.  Temos inteligência no roteiro, uma trama bem amarrada, que pode não ser genial, mas o resultado final é muito satisfatório e é algo que no cinema americano é bem raro de se ver.
Para quem procura algo inteligente, bem realizado e que não força a sua inteligência, essa é uma das melhores opções, foi um dos melhores animes de 2014 e o assistindo, pode perceber o porquê desse destaque todo. Imperdível mesmo para os não fãs de animes.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário